Cirurgia Plástica para

Correção de Cicatrizes

A cirurgia de correção de cicatriz reduz a cicatriz de modo que fique mais uniforme com o seu tom de pele e a textura circundante.

As cicatrizes são sinais visíveis que permanecem após uma ferida ser cicatrizada, sendo resultado inevitável de lesão ou cirurgia plástica, e seu desenvolvimento pode ser imprevisível. A má cicatrização pode contribuir para o surgimento de cicatrizes desfavoráveis.

Entretanto, mesmo uma ferida que cicatriza bem pode resultar em cicatriz precária em sua aparência.

 

Suas opções de tratamento variam de acordo com o tipo e o grau de cicatrização e podem incluir:
 

• Tratamentos tópicos simples,


• Procedimentos minimamente invasivos,


• Revisão cirúrgica com técnicas avançadas de fechamento da ferida.

 

Apesar da correção da cicatriz proporcionar resultado estético mais agradável ou melhorar uma cicatriz que tenha má cicatrização, uma cicatriz não pode ser completamente apagada.

 

O que é correção de cicatriz?  

 

A correção de cicatriz é a cirurgia plástica realizada para melhorar a condição ou a aparência de uma cicatriz em qualquer parte do corpo. Os diferentes tipos de cicatriz incluem:

 

Descoloração, irregularidades da superfície, alargamento e demais cicatrizes mais sutis podem ser esteticamente melhoradas por cirurgia ou demais tratamentos recomendados pelo cirurgião plástico. Estes tipos de cicatrizes não prejudicam a função ou causam desconforto físico e incluem cicatrizes de acne, bem como, cicatrizes decorrentes de ferimentos leves e de incisões cirúrgicas anteriores.

 

Cicatrizes hipertróficas são aglomerados espessos de tecido cicatricial que se desenvolvem diretamente no local da cicatrização. Estas cicatrizes são, na maioria das vezes, altas, vermelhas e/ou desconfortáveis, e podem se tornar maiores ao longo do tempo. Elas podem ser hiperpigmentadas (de cor mais escura) ou hipopigmentadas (de cor mais clara).

 

Quelóides são maiores que as cicatrizes hipertróficas. Estas cicatrizes podem ser dolorosas ou com prurido e, também, podem enrugar. Elas se estendem para além das bordas de uma ferida ou incisão inicial, podendo ocorrer em qualquer parte do corpo, mas, desenvolvem-se mais comumente onde há pouco tecido subjacente de gordura, como na face, no pescoço, nas orelhas, no peito e nos ombros.

 

Contraturas são cicatrizes que restringem o movimento devido à junção da pele e do tecido subjacente durante a cicatrização. As contraturas ocorrem quando há uma grande quantidade de perda de tecido, por exemplo, após uma queimadura. As contraturas, também, podem se formar onde a ferida se junta com a articulação, restringindo o movimento dos dedos, cotovelos, joelhos e pescoço.

 

O tipo de cicatriz que você tem irá determinar as técnicas adequadas que o cirurgião plástico irá usar para suavizá-la.

 

TRATAMENTOS

 

O grau de melhora que pode ser obtido com a correção cicatricial dependerá da gravidade, do tipo, do tamanho e da localização da cicatriz. Em alguns casos, uma única técnica pode proporcionar melhora significativa. No entanto, o cirurgião plástico pode recomendar uma combinação de técnicas de correção de cicatriz para alcançar os melhores resultados.

 

Tratamentos Clínicos e Dermoabrasão

Os tratamentos tópicos tais como géis, fitas ou compressão externa podem ajudar no fechamento das feridas e na cicatrização ou diminuir a capacidade da pele de produzir pigmento irregular. Estes produtos podem ser utilizados para o tratamento de cicatrizes superficiais existentes e descoloração, e para ajudar na cicatrização dos procedimentos de correção da cicatriz.

 

Tratamentos injetáveis são, muitas vezes, utilizados para preencher cicatrizes deprimidas. Dependendo da substância injetável utilizada e as condições da cicatriz, os resultados podem durar de três meses a vários anos. A terapia deve ser repetida para manter os resultados. Uma forma de terapia de injeção usa esteróides baseados em compostos para reduzir a formação de colágeno e pode alterar a aparência, tamanho e textura do tecido da cicatriz.

 

Tratamentos de superfície são mais, freqüentemente, utilizados para a melhora estética da cicatriz. Estes métodos podem suavizar irregularidades da superfície e reduzir pigmentação irregular. Os tratamentos de superfície são um meio controlado de remoção mecânica das camadas superiores da pele ou alteração da natureza do tecido. Estas opções de tratamento incluem:

 

• Dermoabrasão: Ajuda a refinar as camadas superficiais da pele por meio de um método controlado de raspagem cirúrgica.


• Laserterapia: Causa alterações na superfície da pele, permitindo que se forme pele nova e saudável no local da cicatriz.


• Soluções de peeling químico: Penetram na superfície da pele para suavizar irregularidades na textura e na cor.


• Agentes clareadores da pele: Medicamentos aplicados topicamente para clarear a pele.

 

Procedimento cirúrgico

 

Etapa 1 – Anestesia
 

Medicamentos são administrados para o seu conforto durante o procedimento cirúrgico. As opções incluem sedação intravenosa e anestesia geral. Seu médico irá recomendar a melhor opção para você.

 

Etapa 2 – Cirurgia
 

Algumas vezes, para cicatrizes mais profundas, várias incisões podem ser necessárias para remover cirurgicamente a cicatriz.

 

Etapa 3 – Fechando as incisões
 

Algumas cicatrizes requerem fechamento em camadas. O fechamento em camadas é, freqüentemente, utilizado onde a incisão se estende ao tecido abaixo da superfície da pele, ou em áreas com alto grau de movimento. A primeira etapa, ou camada, exige fechamento subcutâneo (abaixo da superfície da pele) com suturas absorvíveis ou não removíveis. Técnicas avançadas de correção de cicatriz incluem fechamento do retalho para reposicionar uma cicatriz de modo que fique menos visível, ou para melhorar a flexibilidade onde a contratura restringe o movimento.

 

Substitutos farmacêuticos de tecido podem ser utilizados se o tecido saudável não estiver presente para fechar uma excisão da cicatriz, sendo mais provável com a correção de cicatriz de queimaduras graves.

 

A expansão do tecido pode ser um procedimento substituto para enxertos de pele. Neste procedimento, um balão inflável, chamado de expansor de tecido, é colocado sob a pele perto do local da cicatriz. Ao longo do tempo, o balão é preenchido lentamente com solução estéril para expandir a área de pele saudável. Uma vez que, a pele tenha sido suficientemente esticada, o expansor e a cicatriz são removidos e a pele esticada é movida para substituir o tecido cicatricial. Este processo pode envolver várias etapas ou procedimentos cirúrgicos, a fim de, alcançar os resultados finais.

 

A correção de cicatriz cirúrgica costuma ser associada à, pelo menos, uma das demais opções de tratamentos existentes.

 

Curativo

 

Na finalização do procedimento, bandagens ou curativos podem ser aplicados no local da cirurgia para mantê-lo limpo. 

 

Serão dadas instruções especiais, incluindo

 

Como cuidar do local da cirurgia, medicamentos para aplicar e tomar por via oral para ajudar na cicatrização e reduzir o risco de infecção, cuidados específicos com o local da cirurgia e sua saúde geral e acompanhamento pós-operatório com o cirurgião plástico.

 

A fase inicial de cicatrização pode apresentar inchaço localizado, descoloração ou desconforto e pode levar de 1 a 2 semanas. A cicatrização continuará por várias semanas. Com a dermoabrasão, o peeling químico, ou resurfacing a laser, as condições nas áreas tratadas serão as mesmas, além de sensibilidade em geral.

 

Os resultados finais, da cirurgia de correção de cicatriz, podem levar vários meses para se tornarem aparentes e, em alguns casos, pode levar até um ano e meio para que o processo de cicatrização termine completamente (cicatriz madura).

 

A Dra. Márcia Brandão atende pacientes interessados na cirurgia de correção de cicatriz em seu consultório particular no Rio de Janeiro RJ – zona sul, Catete.

 

Referência: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Compartilhar:

Se desejar, marque

uma consulta