Cirurgia Plástica de Abdome

ou Abdominoplastia

A Abdominoplastia é o procedimento em que se remove o excesso de gordura e de pele e, na maioria dos casos, restaura os músculos enfraquecidos ou separados (diástases), criando um perfil abdominal mais suave e tonificado com a readequação estética da parede anterior do abdome.

 

Ter um abdome liso e tonificado é algo que muitas pessoas se esforçam para ter através de exercício físico e controle de peso. No entanto, às vezes, exercício físico e controle de peso não são suficientes para que alcancemos nossos objetivos.

 

A presença de um abdome protruso, flácido, com excesso de pele e estrias pode ser ocasionado por diversos fatores, como:

 

• Gravidez

• Envelhecimento
• Oscilações significativas no peso
• Hereditariedade
• Cirurgia prévia

 

Dependendo das alterações encontradas, a cirurgia plástica indicada pode ser a abdominoplastia clássica, a abdominoplastia estendida ou a miniabdominoplastia. Sendo uma cirurgia que atua diretamente sobre o tecido gorduroso, aconselhamos os (as) pacientes a atingirem seu peso ideal (medido através de seu índice de massa corpórea), ou próximo deste, antes de serem operados. Desse modo, o cirurgião plástico terá condições de realizar uma análise e planejamento pré-operatório mais acurados.Embora os resultados de um procedimento de abdominoplastia sejam tecnicamente permanentes, o resultado positivo pode diminuir muito devido a oscilações significativas no peso.

 

Após o procedimento, é recomendado que você mantenha seu peso, pois tanto o aumento quanto a perda, maior ou igual a 5%, do peso prévio à cirurgia, podem comprometer seu resultado de maneira imprevisível Por esta razão, pessoas que estão planejando perder peso substancial ou mulheres que consideram futuras gestações são aconselhadas a postergar a cirurgia de abdominoplastia.

 

A cirurgia de abdominoplastia não é um substituto à perda de peso ou a programa adequado de exercício físico. Ademais, a abdominoplastia não corrige estrias, embora possam ser removidas, ou melhoradas ligeiramente, se estiverem localizadas na porção de pele que será removida, em geral, abaixo do umbigo.

 

Cirurgias abdominais prévias podem limitar os resultados potenciais de uma abdominoplastia. Em mulheres que se submeteram à cesariana, as cicatrizes existentes podem, muitas vezes, ser incorporadas à nova cicatriz.

 

O aumento da distância entre os dois músculos reto-abdominais (músculos verticais que compõem a parede anterior do abdome, estendendo-se da região do estômago até a pubiana) é chamado de diástase muscular. Isso resulta numa fraqueza da parede anterior do abdome, geralmente, ocorrendo após gestações ou situações que aumentam muito o volume abdominal. Essa fraqueza da parede abdominal, também, pode ser amenizada durante a cirurgia, desde que, não existam contra-indicações (pacientes obesos e/ou portadores de doenças pulmonares ou cardíacas).

 

Procedimento Cirúrgico

 

Etapa 1- Anestesia
 

Medicamentos são administrados para o seu conforto durante o procedimento cirúrgico. As opções incluem anestesia peridural ou geral. A escolha do tipo de anestesia envolve critérios clínicos, que serão avaliados e informados para você durante a sua consulta e a avaliação pré anestésica.

 

Etapa 2 – Incisão
 

O procedimento completo da cirurgia de abdominoplastia requer uma incisão horizontal orientada na área entre a linha do púbis e umbigo. A forma e o comprimento da incisão serão determinados pelo grau de correção necessário. Através desta incisão, os músculos abdominais enfraquecidos são reparados e suturados, enquanto o excesso de gordura e de pele são removidos. Uma segunda incisão, em torno do umbigo, pode ser necessária para reposicioná-lo, quando o excesso de pele no abdome inferior é maior.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

      

 

Etapa 3 – Fechando as incisões
 

Suturas, adesivos de pele, fitas ou clipes são usados para fechar as incisões na pele.

 

Curativo

 

Após a cirurgia, curativos ou bandagens podem ser aplicados sobre as incisões e você pode ser envolto em uma bandagem elástica ou cinta modeladora para minimizar o inchaço e sustentar os novos contornos do abdome à medida que cicatrizam. Um dreno pode ser, temporariamente, colocado sob a pele para drenar qualquer excesso de sangue ou fluido que possam acumular.

 

Abdominoplastia
Abdominoplastia
Abdominoplastia
Abdominoplastia

Você receberá instruções especiais, incluindo

 

Como cuidar do local da cirurgia e dos drenos, os medicamentos que tem de aplicar ou tomar por via oral para ajudar na cicatrização e reduzir o risco de infecção e acompanhamento pós-operatório com o cirurgião plástico.
 

Caso ocorram alterações cicatriciais, existem tratamentos que podem ser empregados, na tentativa de melhorar o aspecto.

 

Apesar dos resultados tecnicamente permanentes, variações de peso significativas, gestação e cirurgias na região abdominal podem comprometer o resultado.

 

A Dra. Márcia Brandão atende pacientes interessados na abdominoplastia em seu consultório no Rio de Janeiro RJ – Catete, zona sul.

 

Referência: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

 

Compartilhar:

Abdominoplastia

 Veja algumas dúvidas sobre a Abdominoplastia 

Se desejar, marque

uma consulta